Boa tarde! 

No curto e médio prazo, o transporte público tem um grande desafio: manter sua operação e buscar alternativas para redução dos prejuízos, ao passo que precisa garantir a segurança das pessoas para que seu público continue andando sem percepção de riscos. 

Se equilibrar entre se manter financeiramente sustentável e aumentar a frota nas ruas para proporcionar o distanciamento necessário só é possível com apoio do poder público e, também, a transformação digital que ainda não chegou ao setor. 

Como resposta para um desses problemas surge a contagem de passageiros pelas câmeras já instaladas nos ônibus, reaproveitando um recurso subutilizado nas operações de transporte. 

A solução permite analisar o nível de lotação, otimizar as linhas e melhorar o planejamento da oferta da frota. Tudo o que é preciso, e caro de ser feito, hoje. 
 
No Brasil o transporte público teve uma queda menor em demanda do que outros países da Europa. Segundo dados do Moovit, por aqui a diminuição foi de aprox. 51%. Esse número chegou a 90% na Itália. Porém, a dependência maior da tarifa paga pelo usuário faz com o que os nossos sistemas de transportes estejam sofrendo mais.  Veja a pesquisa
E a mobilidade como serviço chegou de vez? É uma questão cada vez mais importante para o transporte público. Embora os sistemas tradicionais ainda sejam  os meios principais de mobilidade nas cidades, há uma crescente mudança de comportamento com a chegada de sistemas sob demanda. Miguel Pricetone comenta o MaaS nessa nova era. Leia a coluna.
Rapidinhas: os links que nos deram insights durante a semana
Compartilhe a newsletter com amigos!
Antonia Moreira,
Editora de Redação do Agora é Simples.

Se quiser conversar sobre qualquer conteúdo, manda um e-mail: antonia@onboardmobility.com. 


Abraços! 
Twitter
Facebook
Website
Instagram
Se o nosso e-mail parou na sua caixa de spam, não esqueça de nos marcar como seguros! (:
Sair da lista para não receber mais e-mails.